28 de jan de 2013

Quanto tempo, não? Deu saudade. Ou apenas. Dor. É.. Eu venho aqui quando sinto dor. Ou raiva. Ou os dois. Quando preciso chorar. Ou desabafar. Enfim. Eu ando péssima. Não por querer. Mas por necessitar. Não de comida. Mas de amor. Não qualquer amor. O amor dele. Sabe.. Dele. É. Você sabe quem. Na verdade. Nem eu sei quem. Eu não sinto mais amor. Eu sinto vontade. Eu sinto necessidade. Necessidade. Saudade. Angustia. Saudade de quando eu importava pra alguem. De poder dizer que o amava. E que sentia falta. Horrível é a sensação de ter que se calar. Não por orgulho. Mas por saber que ele te acha uma panaca. Uma completa idiota. Que só pensa em você. Como eu choro todas as noites. Feito agora. Pensando nele. Ou preocupada. Se ele ta bem. Se ele ta com quem. Se ele pensa em mim. Se ele sente falta. Querendo um abraço. Ou simplesmente palavras que me confortem. Que me deixem segura. Viajando. Sonhando. Flutuando. Com as cabeças nas nuvens. Como eu costumava ter..

Nenhum comentário:

Postar um comentário